quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

3º Dia Nacional do Yaoi

Nyorooon~


  E esse já é o 3º ano que faço parte desse evento, sempre fico muito animada porque acho super divertido ler as postagens dos outros participantes e ver o concurso de fanarts. O evento como sempre é organizado pelo site Blyme que tem como objetivo reunir os diversos fãs e comemorar o dia.

  O tema proposto para esse ano foi "Yaois Não Convencionais" pra falar a verdade eu tive um pouco de dificuldade de escolher os que eu iria comentar porque a maioria dos que eu leio são bem comunzinhos, mas vou comentar sobre 2 um que eu li há um bom tempo e um que eu li (pelo menos o que foi lançado) essa semana.



  Vou começar pelo que eu li primeiro.

Título: Kibishiku Aishite (+18)
Mangaká: Honjou Rie
Volumes: 1 (6 capítulos)

Esse mangá é bem curtinho e acho que foi um dos BLs que eu mais ri, a história é tão sem noção porém acaba prendendo você à leitura, pelo menos foi o que ocorreu comigo.

  A história é sobre um cara um pouco mais velho que resolve ir procurar um parceiro e acaba encontrando um em um chat, e descobre que é um colegial bem bonitinho e delicado. O homem então não perde a chance vai lá e pega o menino, porém o que ele não sabe é que o moleque é um baita de um sádico que estava procurando uma vítima em potencial. Kenichi que é o mais velho sofre demais na mão do moleque que faz de tudo com o coitado até não poder mais.

  Falando assim parece ser uma história meio tensa mas é tão idiota mas tão idiota que eu não aguentava de tanto rir, esse mangá é um preto cheio para as pessoas que gostam de S&M e de comédia, porque é o que mais tem nele.


  Eu escolhi esse mangá pelo motivo de ser difícil encontrar mangás que o personagem uke tem total controle da situação, é sempre aquela mesma coisa de domínio do seme e submissão do uke, isso me incomoda várias vezes nos mangás que leio porque acaba ficando monótono. Mas bem, como primeira sugestão proponho a você: Kibishiku Aishite, uma leitura rápida e muito divertida.

Próximo, o mangá que li essa semana.

Título: Docchi mo Docchi
Mangaká: Nozomu Hiiragi
Volumes: 2 (8 capítulos e 2 oneshots)


  Não sei se deveria estar comentando sobre esse mangá pois ele ainda não foi traduzido totalmente em nenhuma língua que eu entenda então consegui ler apenas os 3 primeiros capítulos, mas então porque deveria estar falando dele? Porque eu adorei esse mangá assim que bati o olho, o traço é lindo e a história é engraçadíssima. Eu não coloquei a faixa etária nele porque não sei dizer, os capítulos que li por enquanto não tem nadica de nada então é bem tranquilo para qualquer idade.


  O mangá conta a história de 2 homens lindos, maravilhosos, ricos e que conquistam geral. Esses dois trabalham em um prédio empresarial que tem 2 torres  porém há uma passagem entre elas. Um dia esses dois homens se encontram e a beleza deles acaba chamando a atenção um do outro, conversa vai conversa vem e eles decidem passar uma noite juntos mas tem um problema, os dois se sentem os semes alfas e ninguém quer abrir mão dessa posição então eles começam a brigar para ver quem vai levar a "maior".


  Basicamente a história é só isso, pelo o que li, estou louca para saber como vai se desenrolar essa situação e ver quem vai ganhar o posto de seme alfa dos alfas. Eu escolhi esse mangá porque ele foi o primeiro mangá BL (tirando um que eu já acompanhava) que li depois de ficar meses em abstinência e também porque eu achei ele muito lindo e engraçado, mas o principal motivo é que nunca vi um história assim, que tem como conflito a decisão de quem vai ser o seme, achei divertido.


  Bem, essas são as duas sugestões que tenho para o post comemorativo, como das outras vezes não fiz nada muito elaborado mas espero que tenham gostado e que se quiserem leiam os mangás sugeridos. Um feliz dia do BL para todas e espero ver muitos textos e fanarts.

  Estou indo para sampa hoje mas quando voltar eu leio os textos da blogagem coletiva e claro, farei um post sobre minha viagem. Até mais!

 *Imagens dos mangás de autoria das próprias mangakas, tradução de uma das páginas de Docchi mo Docchi: Sukinime.
  Imagem de abertura do texto: KL 


Nenhum comentário:

Postar um comentário